Desenroladas


Vivência no Sítio Aho: Aprenda a fazer sua horta em casa, sítio ou apartamento

horta3

Que tal aproveitar o seu domingo de uma maneira diferente? Nossa #DicaDesenrolada para o dia 05 de fevereiro é pegar a estrada para o Eusébio, aportar num lugar cheio de natureza e energia positiva, esquecer a correria cotidiana e aprender a arte de criar e manter uma horta caseira.
Esse espaço “mágico” é o Ecosítio Aho, um projeto permacultural em desenvolvimento para experimentos sustentáveis, local de acolhimento e bem-estar espiritual. Dentre as diversas atividades realizadas lá, as hortas ganham destaque. Afinal, não é todo dia que a gente, “bicho da cidade grande”, dá de cara com alfaces cultivados em aquaponia, por exemplo.

De tanto receber elogios e perguntas dos amigos curiosos, o Davi Farias, proprietário do local, criou a vivência “Fazendo sua horta em casa, sítio ou apartamento”. A oficina acontece de 08h às 18h e tem investimento de R$ 100. “É um dia para repassar o que tudo o que foi aprendido ao longo desses dois anos de cultivo e produção de alimentos do sítio”, adianta Davi.

horta2

Não tem costume de lidar com plantinhas e está achando que não vai entender nada? Pois saiba que a programação é justamente para iniciantes, tendo pouca ou nenhuma experiência.

A ideia da vivência é ensinar na prática o desenvolvimento de canteiros, desde de semear até plantar/cuidar, com o objetivo transmitir os conhecimentos para que cada um possa fazer a sua horta, independente do seu espaço, tamanho ou localização.

Não é incrível poder fazer sua própria horta e produzir seu próprio alimento?

horta

Se liga na programação:

08:00 – 08:30 – Café da Manha
08:40 – 12:00 – Mas o que é preciso para plantar? – Demonstração do que envolve o desenvolvimento de uma hora (etapas). Praticar as maneiras de semear, preparar o terreno e adquirir compostos. Criador de Mudas do Ecosítio Aho: ensinamento para você aprender sobre os elementos e os processos de uma horta, maneiras de semear, como adquirir compostos (composteira, minhocário e compostos comerciais) e como preparar uma cama de cultivo.
12:00 – 14:00 – Almoço
14:00 – 15:00 – Rolé pelo Ecosítio Aho
15:00 – 18:00 – Botar a mão na massa… quer dizer, na terra! Aula prática de como se pode plantar em qualquer local. Será realizado um espaço da horta do sítio, desenvolvido um canteiro de ervas, feito o plantio de árvores frutíferas. É hora de pegar na enxada, sujar a mão e ter contato com a terra.
18:00 – Confraternização da turma! 🙂

Investimento: R$ 100 (depósito bancário / cartão acréscimo 10%)
Com direito a café da manhã.

Dados Bancários:
Banco do Brasil
AG 2793-6
CC 77.000-0
Davi Guerra de Farias

OBS.: Também haverá almoço sendo vendido no local por R$ 15 com suco e sobremesa.

Mais informações:
Davi Guerra de Farias – 85-98888.0942
www.facebook.com/ecositioaho

Women’s March: mulheres unidas ao redor do globo em luta pela igualdade

People shouts slogans during the Women's March rally in Barcelona, Spain, Saturday, Jan. 21, 2017. The march was held in solidarity with the Women's March on Washington, advocating women's rights and opposing Donald Trump's presidency. (AP Photo/Manu Fernandez)

Um momento para entrar na história. No último sábado, 21 de janeiro de 2017, rolou a Marcha das Mulheres, conhecida internacionalmente como Women’s March, uma marcha política com objetivo de promover a igualdade de direitos para todas as mulheres e também para as minorias dentro da minoria, como igualdade racial e igualdade LGBTQ. Os protestos aconteceram simultaneamente em diversos locais do globo, como Paris, Sidney, Berlim, Londres, Nairobi e Cape Town, mas em Washington D.C. teve um peso ainda maior.

O grande objetivo foi fazer uma declaração direta para o novo presidente dos EUA, Donald Trump, conhecido por suas declarações machistas, xenofóbicas e homofóbicas. No protesto, as principais pautas foram a reforma na política de imigração que Trump propõe, os direitos dos trabalhadores, questões ambientais e também o movimento #BlackLivesMatter.

Fica aqui nossa homenagem e o nosso agradecimento a todas as mulheres que lutam e seguem buscando uma transformação social, política e econômica mais igualitária. Vocês são nossa inspiração. Obrigada. 👊

marcha das mulheres 1 marcha das mulheres 2 marcha das mulheres 3 marcha das mulheres 4 marcha das mulheres 5 marcha das mulheres 6 marcha das mulheres 7

marcha das mulheres 9 marcha das mulheres 10 marcha das mulheres 11 marcha das mulheres 12 marcha das mulheres 13 marcha das mulheres 14

A Muslim woman in hijab is seen amid activists as they make their way to the Women's March in opposition to the agenda and rhetoric of President Donald Trump in Washington, D.C., U.S. on January 21, 2017. REUTERS/Adrees Latif - RTSWPMH

marcha das mulheres 16

Fotos: The Atlantic

Conheça o Rodapet: projeto que ajuda a melhorar a qualidade de vida de cães e gatos com deficiência motora

_desenroladas_rodapet_gaia_dálmata2

16 anos de vida, muitas aventuras no currículo e grandes olhos azuis questionadores. Esta é a Gaia, uma dálmata cheia de energia e amor para compartilhar que adora dormir de conchinha com a qual tenho a sorte de conviver desde 2015. Contrariando a expectativa de vida do seu porte grande, ela também resiste diariamente a uma artrose, um tumor no pulmão e um problema na coluna.

Há cerca de um ano ela sentiu tanta dor nas patas que ficou sem andar. Foram quatro dias angustiantes de muitos exames, muitas consultas, muitos cuidados e muita corrente positiva. Passado o tratamento, ela voltou a andar normalmente (sem saltar ou conseguir escalar a cama que ela tanto curte) e nossos corações ficaram em paz novamente.

Porém, há cerca de um mês ela voltou a sentir fraqueza nas patas traseiras e desde então voltou ao círculo de consultas, exames e tratamentos na busca pela melhor condição de vida possível. Por conta da fraqueza nas patas traseiras, a Gaia está compensando o peso com as patas dianteiras e para evitar que fiquem sobrecarregadas, a veterinária sugeriu um guia do Rodapet.

_desenroladas_rodapet_gaia_dálmata1

Rodapet

A rotina da Gaia agora inclui fazer passeios com seu “pega leve”, um guia que permite que a gente segure as patas traseiras dela dando maior equilíbrio e suporte para ela caminhar. A estrutura do produto é super simples e seu custo de produção é baixo, mas o modelo não é tão fácil de encontrar nos estabelecimentos comerciais. A ideia e execução do “pega leve” é do Marcos, criador do RodaPet.

O objetivo do projeto é dar mais conforto e autonomia aos bichinhos com problemas motores (como paralisia parcial ou perda parcial de membros), prolongando suas expectativas de vida. Trata-se de um projeto sem fins lucrativos, realizado por um “amigo dos animais” e que atende sob demanda específica.

Ou seja: se seu bichinho precisar de um “pega leve” como o da Gaia ou de uma cadeira de rodas, é só entrar em contato com o Marcos que ele vai até sua casa pegar as medidas e confeccionar especialmente para as necessidades do seu melhor amigo.

Não tem bichinho em casa, mas quer unir forças com a causa? Sua doação vai ajudar o RodaPet a levar qualidade de vida para os que precisam.

Mais informações no Facebook: https://www.facebook.com/rodapet/