Desenroladas


Meu corpo, minhas regras: Tendências de moda para o verão

Daí que chegou a estação mais quente do ano e, às vezes, o calor é tamanho que dá vontade de sair só de biquíni, né? Mas, como nem sempre dá para adotar esse “dresscode”, aí vão algumas tendências da temporada para garantir conforto e leveza no nosso país tropical. Ah! E quem quiser se incomodar que se incomode!

Recortes de beleza

Porque todo detalhe vazado conta quando o termômetro beira os 40 graus.

cut out

 

Seja transparente

Porque já tem gente demais usando a moda como máscara.

56b58554d7e7850a8670af6163d14901

Dê de ombros

Nas vitrines, nas revistas, nos blogs, no Instagram… o decote “ciganinha” está em todo lugar e valoriza uma das regiões mais bonitas da mulher: o colo.

54bc23e1e2a54_-_hbz-bags-shoes-5-street-style-nyfw-ss2015-day1-06

Como ter um corpo de praia?

1. Tenha um corpo. 2. Vá à praia.

girl bikini

Alerta vermelho

Red Hot.

54bc24019542a_-_hbz-red-5-pfw-ss2015-street-style-day7-31-lg

Oversize Me

Não tô afim de mostrar minhas curvas. É, é pra ser assim largão mesmo. Me deixa.

54bc2407662a3_-_hbz-shirtdress-4-street-style-nyfw-ss2015-day1-19

A idade é só um número

Quem tem 20 anos pinta o cabelo de cinza. Quem tem 60 anos usa minissaia. E cada um é feliz se expressando imageticamente como quiser. Simples assim.

54bc24069ccbc_-_hbz-shirtdress-3-lg

Vou de tênis

E ai de quem disser que ele não combina com meu vestido de paetê.

54bc240b1c22f_-_hbz-sneakers-2-ss2015-street-style-day5-18-lg

Lingerie sem-vergonha

E era pra ter vergonha de quê mesmo, hein?

847a19825ffdc05f73f409bdd20383bc

#dicadesenrolada – novidades e lançamentos FEV/16

Colcci apresenta imagens de seu Inverno 16 com Gisele Bündchen e Scott Eastwood

275837_577822_colcci__603_A Colcci revela imagens de making of do seu Out/Inv 16, a primeira campanha da über para a marca fotografada no Brasil, no Hotel Fasano Boa Vista. Scott Eastwood (filho do Clint Eastwood) é o modelo da temporada ao lado de Gisele. Gui Paganini assina o shooting, com styling de Daniel Ueda e beleza de Henrique Martins. A coleção, intitulada Nature Jorney, propõe uma viagem na contramão da rotina conturbada das metrópoles e destaca a busca pelo auto-conhecimento, onde uma imensidão de terra, pedras e vegetação rasteira fortalecem a conexão introspectiva.

O Boticário lança coleção Intense Cats

IntenseCatsPalettedeSombrasLookCatYouFechadaUma coleção especialmente charmosa, recheada de soluções versáteis e marcantes, como palette de sombras com cores neutras e coloridas (R$ 62,99), duo delineador (R$ 37,99), duo lápis (R$ 21,99) e trio de blush (R$ 37,99). Tudo com o olhar esperto de uma gatinha nas embalagens, cartucharia e até na compactação dos produtos. Tem até nécessaire preta com “orelhinhas” de gato (R$ 54,99), pra morrer de amores. E será preciso correr, pois a novidade é uma edição limitada que chegou às lojas, no e-commerce e revendedoras O Boticário.(http://www.boticario.com.br/)

Riachuelo lança coleção em parceria com Karl Lagerfeld

097A9207Em abril de 2016, a Riachuelo lança a coleção Karl Lagerfeld para Riachuelo. Segunda parceria internacional da marca, a linha reúne 75 itens e chega à 140 lojas da fast-fashion no Brasil com preços entre R$ 49,90 e R$ 399,90. A coleção tem como destaque as peças em couro ecológico, o macacão em jersey e camisetas com estampas bem-humoradas que são marca registrada do estilista. Os gadgets, como capas de celular, e as bolsas trazem prints divertidos, caso da gata Choupette, e prometem se tornar hit da temporada. A campanha é estrelada pela top Isabeli Fontana, com direção criativa de Ricardo Van Steen, cliques de Nicole Heiniger, beleza de Daniel Hernandez e styling de Flávia Pommianosky e Davi Ramos. (http://www.riachuelo.com.br/)

Top Guisela Rhein é o rosto do inverno Florinda

DSC_9970A top gaúcha Guisela Rhein é a estrela da nova campanha da Florinda. O inverno 2016 da marca cearense traz a modelo em um ar retrô e boho, em fotos produzidas em São Paulo pelas lentes do fotógrafo Zee Nunes. Com styling de Pedro Sales e beleza de Silvio Giorgio, a campanha explora o tema da coleção inspirada no movimento Tropicalista, que sacudiu a cultura brasileira entre 1967 e 1968.  Guisela, que é considerada uma das modelos mais disputadas da atualidade, reside há sete anos em Nova York e, entre as fotos e passarelas, trabalha também como “Health Coach”. (http://loja.vivaflorinda.com.br/)

Cia Marítima se inspira nos anos 70 para inverno 2016

ciamaritimainv_1580Inspirada na década de 70, a Cia. Marítima apresenta o seu Inverno 2016 com o tema “Janis Joplin outros carnavais”, que traz forte influência dos movimentos que ocorreram durante o período, inclusive a vinda da cantora para o Rio de Janeiro. Os prints são marcados pela mistura de diversas culturas, já que naquela época o “estrangeiro” era o que ditava moda. As estampas localizadas são o hit da estação e aparecem em vestidos, bodies e maiôs que também trazem detalhes de tiras, a tendência mais marcante para a temporada. (http://www.ciamaritima.com.br/)

FYI traz o mundo futurista para seu Inverno 16

invernobaixa5Cyborgs, megalópoles e viagens interestelares povoam a mente da FYI neste inverno. A marca parte a um mundo desconhecido, onde nada é impossível, para criar a coleção Cyber. Tecidos tecnológicos, como o neoprene, se misturam a outros mais fluidos e até ao tricot. Estampas exclusivas mantêm-se como destaque da temporada, retratando o filme “Matrix”, os universos hi-tech e cyberpunk e as armaduras dos cyborgs. (http://fyistore.com.br)

 

Elas fizeram história na moda cearense, mas a deixaram – Piorski

Foram exatos 10 anos de marca em que a Piorski contou, junto com sua trajetória, um pouco da história da moda cearense e da força das redes sociais para o mercado. Em 2005, o fotolog estava no auge e as feiras ali pelo Dragão do Mar revelaram um talento: Adriana Piorski. A jovem estilista postava nas redes sociais suas peças, entre roupas e acessórios, e todo mundo enlouquecia com aquele estilo que brincava com mistura de estampas, babados e muita fofurice.

O sucesso foi tanto que, lembro, as bolsas de tecido com broches de feltro estavam por toda parte e cópias (“inspired” ainda não era um termo muito usado na época) pipocaram por aí. Não sei a que ponto isso era positivo comercialmente para Adriana, mas não deixava de ser um termômetro de que uma iniciante no mercado chamava tanta atenção, mesmo sem loja própria ou grandes recursos.

09

A Piorski também esteve no Dragão Fashion de 2008 a 2011, tanto desfilando como na feira de novos talentos da semana de moda de Fortaleza. Foi lá, na área de exposição e vendas, que Adriana destaca como divisor de águas para a marca, uma vez que havia acabado de se formar e lá que pôde mostrar seu conceito e suas ideias.

Também temos uma relação pessoal com toda a equipe da marca. Lembro quando encomendei por Fotolog a minha desejada bolsa de tecido e, no início da faculdade, fiz uma entrevista com a Adriana sobre sua história. A Clara posou diversas vezes para catálogos e lookbook, quando elas só podiam contar com o apoio das amigas para as fotos. Tivemos parceria do blog quando a loja do Del Paseo abriu e acompanhamos de perto toda essa trajetória. Mas, assim como a Melca e a Cajuína, mesmo com a visibilidade e o aparente sucesso, a Piorski também encerrou sua empreitada na moda cearense! Saiba porquê nesse último post da série:

Adriana Piorski manteve a marca durante 10 anos. Hoje dedica-se à gastronomia

Adriana Piorski manteve a marca durante 10 anos. Hoje dedica-se à gastronomia

A marca Piorksi tinha uma identidade super forte. Como a marca representava o estilo das meninas da época?

Quando comecei, estava no início do boom das redes sociais, com o fotolog e orkut.. Eu era recém formada e não tinha grana, tinha acabado de ser “despejada ” pro mercado e estava meio sem rumo. Tinha 21 anos na época, eu era “girlie”. Então, querendo ou não, como era tudo muito novo e sem direcionamento pra mim (digo em termos de mercado profissional) tive que optar por transformar as roupas no estilo que eu gostava de vestir, se agradasse e vendesse, aí eu estava feita.  Graças a Deus, vendeu! Lembro bem que sempre contei isso, que essa minha participação só na área de vendas no Dragão Fashion, fiz toda a coleção no meu tamanho, pois caso não vendesse, pelo menos tinha renovado meu guarda-roupa.  Eu acho que tive sorte, inconscientemente consegui captar qual era o momento da moda na época, as meninas estavam bem no auge da onda fofa, estavam saindo da moda do jeans always e querendo voltar a usar vestidos, saias e estampas. Enfim, olhando pra trás, consigo enxergar bem que foi um momento mesmo de transição da moda feminina.

No início da marca, as amigas eram as modelos. Olha a Clara aí!

No início da marca, as amigas eram as modelos. Olha a Clara aí!

Você começou a fazer sucesso pelo Fotolog. Como as redes sociais colaboraram para a sua marca durante esse tempo?

(more…)