Desenroladas


Conhecendo o Templo Zu Lai em São Paulo

blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo

Dizem que existem três assuntos que não se deve discutir: religião, política e futebol. Já eu penso o contrário. Principalmente em relação aos dois primeiros, acredito que só dialogando bastante podemos evoluir – tanto pelo que podemos ensinar ao outro com nossa experiência, como pelo que podemos, humildemente, ouvir e aprender com as opiniões divergentes das nossas.

Independente de crenças, acredito que todas as religiões merecem igual respeito e desde criança gosto de estudar sobre esse assunto. Dentre as diversas formas de pensar um plano além desse que nos encontramos, o Budismo é um dos campos que tenho maior interesse. Principalmente uma filosofia de vida, ele nasceu na Índia baseado nos ensinamentos de Sidarta Gautama, o primeiro Buda (“O Iluminado”). Lembram daquele filme da “Sessão da Tarde” com o Keanu Reeves? Pois é.

Ao longo dos anos, sugiram muitas ramificações, como o Budismo Humanista. Esta é a linha do Templo Zu Lai, maior templo budista da América Latina, localizado em Cotia (SP). Contando sempre com uma intensa programação, o local é aberto ao público. Clique aqui para saber como chegar lá, partindo de São Paulo (capital), e aqui para saber os dias e horários de visitação.

Uma dica preciosa para quem puder visitar o Templo Zu Lai em fevereiro: no dia 21 os monges farão uma grande festa, também aberta ao público, para celebrar o Ano Novo Chinês. Uma experiência inesquecível para quem aprecia a cultura oriental!

blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-2 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-3 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-4 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-5 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-6 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-7 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-8 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-9 blog-desenroladas-templo-zu-lai-são-paulo-budismo-10

Templo Zu Lai

Estrada Municipal Fernando Nobre, 1461.
(Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares)
CEP 06705-490. Cotia – São Paulo – Brasil
Tel: 55 (11) 4612-2895 | Fax: 55 (11) 4702-5230

zulai@templozulai.org.br

facebook.com/zulai.templo

http://www.templozulai.org.br/

Viagem Desenrolada: Rumo ao Chile!

De um lado, o Oceano Pacífico. Do outro, a Cordilheira dos Andes. Localizado entre dois extremos, a geografia do Chile garante uma das viagens de cenografia mais impactante em todo o continente. Ao norte, as terras áridas do Atacama, comparadas ao solo encontrado em Marte, contrastam com o sul gelado, como as belas cidades de colonização alemã da Região dos Lagos. A capital, Santiago, possui um visual único: as Cordilheiras dos Andes, que muitas vezes podem ser vistas logo ali, da janela do hotel. Além disso, as riquezas históricas e artísticas do país de Pablo Neruda encantam seus visitantes, proporcionando uma bela experiência cultural.

Em dezembro estive por lá e pude conhecer a energia cosmopolita de Santiago, a explosão criativa dos graffitis de Valparaíso e a natureza preservada em Cajón del Maipo. O país será tema de uma série de posts aqui no Desenroladas nesta semana, incluindo dicas de gastronomia, museus, construções históricas e passeios imperdíveis. Embarca comigo nessa viagem?

santiago2santiago3vinícola6atacama4atacama7santiago

Fotos: Google Imagens

#viagemdesenrolada | Cinco dicas imperdíveis no Piauí

FullSizeRender(4)

O Brasil é enorme e repleto de lugares encantadores. E alguns deles ficam no Piauí. Os nossos vizinhos tem um litoral surpreendente, repletos de cantinhos ainda pouco explorados e várias opções de turismo e diversão.

Estive por lá a convite de amigos e me apaixonei, já compreendendo a opção de algumas das pessoas que conheci durante esse período e que largaram a vida maluca em metrópoles para viver na rotina piauiense. Entre tantos momentos especiais, listei cinco dicas imperdíveis para quem for visitar Parnaíba (e proximidades)

  1. A pousada Vila Itaqui
    IMG_2138

Fui à Parnaíba para curtir o feriado na pousada Vila Itaqui, ainda sem saber muito o que me aguardava em terras piauienses. A pousada pertence à família de alguns amigos que sempre contaram histórias incríveis vividas por  lá. E, de fato, só ficar ali já seria uma viagem massa, uma vez que o espaço é completo, com bangalôs de acomodação, restaurante, piscina, loja e luais que acontecem esporadicamente. Lá também é ponto de encontro de kite surfistas, com escolinhas para quem quer aprender ou campeonatos de profissionais. No feriado, mesmo muito lotado, o lugar inspirava muita tranquilidade e silêncio, com família e grupos de amigos que curtem a natureza. Só não é pet friendly (talvez para preservar também a fauna que mora por lá). Dica: no restaurante, peçam dadinhos de queijo, casquinha de caranguejo e filet à parmegiana.

2. O passeio pelo Delta do Parnaíba (casa de caboclo)

Processed with VSCOcam with c1 preset

Também fui levada ao passeio pelo Delta do Parnaíba sem qualquer informação prévia. Só diziam que valeria a pena. E como valeu! O Delta é considerado uma das paisagens mais bonitas do mundo e o passeio inclui epelhos d´água, mangues, dunas, lagoas, animais silvestres, e ainda o encontro do rio com o mar. No passeio (feito de lancha – para menos pessoas – ou de catamarã – para até 60 pessoas), é possível fazer algumas pausas no caminho para um banho no mar, assistir ao pôr do sol nas dunas e ainda comer algum petisco na Casa de Caboclo (foto),  que também é uma pousada. De lancha, o passeio custou 250 reais e durou um pouco mais de três horas.

3. O caranguejo

caranguejoimagem ilustrativa

Em Fortaleza, existe uma tradição de comer caranguejo toda quinta-feira e eu costumo cumprir esse costume da terrinha. Mas, mesmo com tanto conhecimento da iguaria, nunca experimentei nada parecido como o caranguejo de Parnaíba. No restaurante que fomos, ele é servido sem molho, acompanhado de vinagrete. Ou seja, completamente diferente da receita tradicional cearense. E o sabor é excepcional! Como é fresquinho, a carne solta super fácil e é absurdamente deliciosa, mesmo sem acompanhamento algum.

4. O surf de Kite

FullSizeRender(5)

O mar de lá tem poucas ondas e o vento é alucinante. Ou seja, o local perfeito para a prática de Kite. Inclusive os dois últimos campeonatos brasileiros de Kite aconteceram por lá. Ou seja, para os amantes do esporte, é o local ideal.

5. A cajuína e a cachaça mangueira

IMG_2066

Na última dica, reuni duas bebidas que você tem que experimentar. A primeira é a Cajuina Cristal, produzida com caju orgânico dos tabuleiros litorâneos em Parnaíba. Como é totalmente natural, o sabor também se diferencia e aí que está o charme dela, uma vez que o gosto pode ser novo a cada garrafa, mas sempre delicioso e refrescante. A outra é cachaça mangueira. Fabricada de maneira artesanal, a cachaça tradicional do Piauí é produzida com matéria prima isenta de adubos químicos.