Desenroladas


Macro tendências para 2015

O ano inicia e as macro tendências se formam. Veja o que será destaque do verão 15/16 segundo o grupo WGSN, empresa de pesquisa e análise de tendências e notícias

Para além das resoluções e promessas, um novo ano traz também novas apostas e tendências na moda, no comportamento e no design. Para o verão 2015/16, o WGSN trouxe o tema “Better Together”, que é o resultado de estudos globais da empresa relacionados ao que deve tomar conta dos nossos desejos pelos próximos meses.

O tema central “Better Together” representa a junção de elementos, aparentemente justapostos, e que para a temporada de verão estão presentes em uma mesma tendência como elementos que se completam. Essas novas diretrizes mostram uma quebra dos padrões pré-estabelecidos a partir de uma miscelânea de sentidos e conceitos.

Subdividos nos temas “Deep Summer”, “Past Modern”, “Eco Active” e “Soft Pop”, as macrotendências são reflexos do atual modo de pensar, agir, comprar e se relacionar. As relações com a natureza e com o tempo, por exemplo, são foco da próxima temporada. Entre imagens inspiracionais e reflexos na moda, montamos também um guia com dicas culturais, como filmes e exposições.

Deep Summer

xxxxx

Para o WGSN, a estranha beleza presente no fundo do mar nos faz lembrar as maravilhas do universo e as possibilidades fantásticas de ir além de seus limites. Como no museu debaixo d’água em Cancún ou as aventuras de Dory, do filme “Procurando Nemo” (2003), que ganhará um filme próprio a ser lançado em novembro deste ano. Na moda, as combinações de estampas e tecidos nas roupas fornecem um olhar rico, as silhuetas tornam-se longilíneas, os prints ficam mais vivos e os detalhes aparecem em tons de metalizado.

Past Modern

xxx

Com o passado assumindo outra relevância e o tempo se tornando não linear, os termos “futuro” e “progresso” são interpretados de maneiras diferentes e as linhas do tempo começam a ser removidas da história. No Past Modern a feminilidade assume uma abordagem moderna com silhuetas esculpidas e tecidos texturizados. O retorno de fotos impressas na hora, como a da câmera Instax Mini, reforçam a macro-tendência. E lembra ainda a interminável viagem rumo a um destino misterioso do filme “2046 – Os segredos do amor”

Soft Pop

xxxxxxxx

O portal de tendências aponta o “Soft Pop” como “um mix criativo dos sentidos, que não está restrito ao gênero, sexualidade ou etnia”. Para o WGSN, nessa proposta o exagerado e a cultura pop da década de 90 se transformam em referências e em fonte de inspiração para o design. Na moda, as silhuetas acompanham a forma feminina com tecidos maleáveis e pops de cores alegres. Uma grande possibilidade para entrar nesse universo é a exposição Castelo Rá-Tim-Bum, que recriou cenários do seriado infantil ambientado num mundo de magia e fantasia, que completou 20 anos do início de sua veiculação. A mostra está aberta no MIS, em São Paulo.

Eco Native

imagem_release_319450

Para o WGSN , a interpretação do Eco Native se baseia na história do nosso mundo, que é ao mesmo tempo natural e artificial. A partir disso buscamos um papel mais ativo na procura de soluções para os efeitos colaterais que temos causado durante a história. O Eco Active traz o resgate de nossas raízes, através de uma paleta de cores turva com destaques brilhantes, misturando elementos do mundo natural e artificial. Os efeitos de camuflagem foram atualizados com estampas abstratas, criando uma história fresca e casual para o verão. Enxergamos a tendência também em portais especializados em viagens, como o “Nômades Digitais”, assim como em filmes como o documentário “Samsara”.