Desenroladas


Novos tempos – cobertura SPFW inverno 2015

cadernozoeriaUrbana e cheia de atitude. Da beleza prática e natural da Colcci ao desfile-protesto de Ronaldo Fraga, essa acepção de uma mulher forte, mas não menos feminina, foi uma das apostas para o Inverno 2015 vistas durante a São Paulo Fashion Week

*Todas as fotos são de Agência Fotosite/Divulgação

A Animale abriu a temporada com uma moda clean que remetia ao minimalismo dos anos 90. Superando as expectativas do burburinho que antecedia a apresentação, Vitorino Campos fez sua estreia como estilista da marca e apostou numa cartela de cores que passeava por marfins, beges, damascos, branco e índigo. O resultado foi um belo equilíbrio de looks cheios de personalidade e elegância.

Animale
Animale

Também com referência à década do grunge, a grife UMA apresentou sua coleção embalada pelo rock ‘n’ roll da banda Ted Marengos. A coleção mostrou que opostos, envoltos com criatividade, são muitas vezes complementares, como os vestidos leves com sapatos bem marcantes ou os acabamentos puídos com bordados de efeito metalizado.

Uma
Uma

Essa preciosidade com detalhes também esteve presente no desfile da Pat Bo, segunda marca de Patrícia Bonaldi e estreante na semana de moda. A estilista mirou na estética da civilização celta e acertou em cheio ao apresentar sua visão da mulher contemporânea. Materiais como lã, tweed, jacquard e moletom ganharam trabalhos manuais preciosos que encantaram o público e prometem sucesso comercial. A mineira saiu da sua zona de conforto e surpreendeu positivamente crítica e público.

PatBo (Ze Takahashi/FOTOSITE)
PatBo

 

Moda brasileira que ainda pulsa

Aliando de forma única a força da arte com a beleza da moda, Ronaldo Fraga criou um desfile de impacto visual. Sua coleção comunicou o zeigeist (espírito do tempo) de parte do povo brasileiro como um “grito de indignação”. Seu protesto teve início com a entrada da cadelinha Capitu, da ONG Projeto Esperança Animal, com uma sacolinha escrito “Animal não é grife. Não compre, adote.” Em seguida, a cantora Cida Moreira entoou “Geni e o Zepelim”, de Chico Buarque, dando início ao desfile de Inverno 2015.

RONALDO FRAGA

O caos urbano da “Cidade Sonâmbula”, título da coleção, foi representado na passarela pelos “quatro olhos” de um ser que nunca dorme. A verticalização das cidades foi traduzida em estampas geométricas e na cartela de cores que priorizou cinza, preto, branco e vermelho. O grafiteiro Nilo Zack, que costuma espalhar suas artes por prédios em decomposição de Belo Horizonte, foi a inspiração para a estampa de palhaços. Apesar do tom angustiado do desfile, o estilista conta que é “otimista só de raiva”. (Saiba mais sobre esse desfile nesse post)

A cara do poder

Colcci

Duas poderosas despertaram curiosidade e atraíram os flashes na SPFW. Gisele Bündchen, que desfilou mais uma vez para a Colcci, mostrou porque continua como a modelo mais bem paga do mundo. Sua presença lotou a sala de desfile e recebeu aplausos a cada entrada na passarela.

5H0A7139

Já a estilista inglesa Stella McCartney passou apenas algumas horas em São Paulo, mas atraiu todos os flashes em uma coletiva de imprensa intimista e pré-venda da coleção. Sobre o projeto, destacou sua preocupação em relação ao fast fashion e também a moda de luxo. “Eu procuro uma abordagem diferente do luxo, sem usar couro nem pele e também trago uma modelagem e tecidos que não sejam tratados como descartáveis no fast fashion”. (Saiba mais sobre a coletiva nesse post)

*UPDATE

Captura de Tela 2014-11-09 às 12.09.24

Gisele e Stella foram presenças muito importantes na SPFW, mas quem causou comoção geral mesmo nessa edição foi Donatella Versace e seu desfile em parceria com a Riachuelo. A estilista, irmã de Gianni Versace, marcou presença no evento que mixou desfile e uma super festa com direito a decoração lúdica, casting estrelado e até gogo boys. Super poderosa!

“Normcore” dita tendência na maquiagem

Ellen roche

O inverno 2015 reforçou que a mulher contemporânea tem a beleza cada vez mais natural, sem afetações ou super produções. O “normcore” dita também a maquiagem como no desfile da Colcci, que usou corretivo misturado com hidratante para corrigir toda a pele, sombra marrom bem esfumada, blush e batons rosados, tudo para trazer um ar saudável. Para os cabelos, Robert Estevão aposta em fios médios e com suave balanço. “Baby liss bem leve só para dar o movimento ao caminhar”, indica o maquiador e cabeleireiro.

Tendência Sneakers

___IMG_0046 cópia
A jornalista Amanda Bahl usa tênis Adidas (Foto: Clara Dourado)

Além das passarelas, os corredores da semana de moda também são pura inspiração. Dentre as escolhas dos fashionistas que transitaram por lá, o grande destaque foi o tênis. O item que converge utilidade e conforto ganha cada vez mais espaço em produções urbanas e descoladas. Um dos “truques” de styling é apostar no contraste e mixar peças bem femininas e elaboradas, como saias rodadas ou vestidos acinturados, com o acessório esportivo.