Desenroladas


Diário de mudança: esquema “faça você mesmo”

2018 começou levando a sério a história de um ano novo. Eu me mudei para, pela primeira vez, morar sozinha. Isso significa muita coisa, mas entre elas: liseira (se você não é cearense, a palavra pode ser traduzida como ‘falta total de grana’). Sendo assim, grande parte da mudança e dos pequenos reparos feitos no apartamento foram feitos no esquema colaborativo, ou seja, eu e meus amigos arregaçamos as mangas e fizemos quase tudo sozinhos.

Isso significou dias divertidos e engraçados? Sim! Mas também muito cansaço e alguns perrengues. Vou tentar listar aqui o que fiz,  o que acho que valeu a pena e o que faria diferente.

O apartamento:

–  Aluguei o apartamento mobiliado e me foi entregue de uma forma muito carinhosa e atenciosa pela antiga inquilina. Ele veio com o sofá, geladeira, fogão, camas, armários, esse móvel de madeira, uma mesa móvel de granito e outros detalhes.

–  As mudanças mais significativas foram na sala, pois sentia que faltava personalidade e queria deixar o apê com a minha cara (afinal, é meu primeiro apê sozinha).

–  Primeira providência foi retirar esse móvel de madeira, que apesar das insistência das amigas de que ele tinha jeito, o achava muito pesado e bem desgastado. Não queria perder meu tempo e energia nele, sendo que tinha outros móveis já meus que poderiam compor bem o ambiente. Tirei também esse móvel pequeno do lado do sofá e fiquei atenta ao que poderia ser transformado sem muitos gastos. Jajá falo disso.

– A maneira mais eficiente de dar uma cara nova a um ambiente é pintando as paredes. E as paredes do apartamento me incomodavam, pois tinham aquele tom de bege que não valorizava em nada o espaço. Decidi então pintar as paredes da sala de branco e rosa seco. É aí que vão as principais dicas.

–  O ponto de partida foi definir uma paleta de cores. Peguei as cores predominantes dos móveis que eu já tinha, o tom de rosa que queria na parede e fomos em busca de uma paleta que contemplasse essas cores. Pode parecer frescura, mas facilita MUITO em todo o processo, pois ajuda a decidir o que comprar e como arrumar. Você nem perde tempo pensando naquele móvel ou naquela tinta, uma vez que não faz parte da paleta, e ajuda a sua casa não ficar uma bagunça de cores (caso não seja sua intenção).

O início

– Orçamento apertado, boa vontade dos amigos, uma impressão de que seria pouca coisa e… resolvemos pintar nós mesmos as paredes da sala.  A gente vê nos canais do YouTube e nos programas do GNT e parece tão fácil, né? Bom, não é! A parede branca (cor branco acetinado da Sherwin Williams) foi a que deu mais trabalho e nos fez querer desistir muitas vezes, mas aqui vão as dicas de ouro para não passar o mesmo perrengue que nós:

–  Comece protegendo o teto e os cantinhos com fita apropriada. Coloque também jornal ou esse rolo de papel de pão no chão. Acredite, mesmo que você compre rolos anti-respingos, vai pingar! Vai pingar em você também, então vá com aquela roupa bem requenguela.

–  Se tiver buracos ou outras marcas, é bom emassar e passar a lixa antes de começar a tacar a tinta na parede. Lixe beeeem, com vontade! Vai fazer diferença depois.

– Faça os chamados “recortes” nos cantos da parede antes de começar a pintar tudo com o rolo. Você pode fazer com um pincel ou com o pad de recorte, que foi o que usamos. O que não sabíamos é que, com o pad, é importante esfumar as marcações logo depois que passar, para facilitar quando tiver que igualar com a cor da parede.  Fique atenta a isso!

–  Chegou a hora de pintar! É essencial respeitar o tempo de secagem entre uma demão e outra (que vem na lata, mas é uma média de 2 a 4 horas). Ter pressa nessas horas só faz perder mais tempo, pois a demão não pega direito e você vai ter que pintar mais vezes (que foi o nosso caso). Vá fazer outra coisa, dê o um rolé, mas NÃO PINTE DE NOVO ANTES DO TEMPO. Sério, não vale a pena.

–  Faça movimentos em W na hora de passar o rolo na parede. Juro, faz toda a diferença. Nada de passar reto pra cima e pra baixo ou pra um lado e pro outro. Foca no W que é sucesso!

–  Ah, bote uma música animada e ofereça umas cervejas para os amigos. É o mínimo que você pode fazer para agradecer a força, né?

O processo

– Passamos uma noite na pintura e faxina. No dia seguinte, com a luz natural, deu pra ver que precisava de algumas outras boas demãos (lembram sobre o que eu falei de respeitar o tempo de secagem?

– O rosa (cor Rose Embroidery da Sherwin Williams) foi bem mais fácil de acertar. Demos só mais uma (talvez duas) demão e já estava suficientemente bom.

–  Outro detalhe foi que também pintamos os interruptores (spray colorgin arte urbana cor roxo beterraba), uma vez que eles também estava bem amarelados e trocar total sairia muito caro. Taca spray então!

O resultado parcial:

–  TADAAAAH! Ficou assim na primeira arrumações pós-pintura e faxina. Aí alguns outros detalhes também fizeram diferença como: a retirada do móvel de madeira deu mais espaço na sala e deixou o ambiente menos pesado; as mesinhas de centro estão dentro da paleta de cores; a bancada livre dá a sensação também de mais espaço e organização; a toalha de mesa escondeu o granito fechado e que não ornava com os outros granitos dos ambientes, além de estar dentro da paleta; o escorredor suspenso dá mais espaço para a pia pequena.

– Alguns dias depois, chamei ainda um “faz tudo” para instalar lustres e spots de luz (a parte elétrica não tivemos coragem de nos aventurar), além de instalar a máquina de lavar (parte hidráulica também não é nosso forte). Por hora, a sala está assim:

Conclusões:

– Pintar sua própria parede pode ser muito legal, econômico e traz uma sensação gostosa do “faça você mesmo”. Porém, só faria de novo se fosse um ou duas paredes coloridas. Um apartamento inteiro e o branco deixarei para profissionais. O desgaste é muito grande e não sinto que valeu a pena.

– Estar atenta a detalhes como interruptores, armários, luzes e outras coisinhas faz toda a diferença no resultado final. E essa parte é bem mais divertida de fazer.

– Consulte bem blogs e canais de YouTube antes de se aventurar. Eles vão impedir que você caia em ciladas como as que caímos porque estávamos afoitas para começar logo.

– A melhor coisa do mundo é ter amigos.

Serviço:

Loja Sherwin Williams Fortaleza
Av. Antônio Sales, 774 – Joaquim Távora
* 1 lata de tinta rosa / 1 tinta spray / 1 pad para recorte

Leroy Merlin
Av. Sebastião de Abreu, 600 – Edson Queiroz
* 1 galão de tinta branca / rolos de pintura / spots de luz / escorredor de parede / prateleira para o microondas

Riachuelo Casa
Comprada na loja do Shopping RioMar Fortaleza
* 1 toalha de mesa estampada