Desenroladas


Campanhas que fugiram dos clichês no Dia da Mulher

12813966_1094931313863774_8059768773491514342_n

Quando o mundo muda, a publicidade também tem que mudar. No Dia Internacional da Mulher do ano de 2016, poucas se sentem representadas por campanhas romantizadas, bobas ou com um humor que não tem graça nenhuma para nós. Ainda assim, nesse 8 de março, poucas campanhas conseguiram (ou se quer tentaram) pegar o zeitgeist dessa geração e continuaram apostando em propostas com pouca criatividade, muitos clichês e aquela dose de machismo.

Porém, quem consegue ter um pouco mais de sensibilidade, ganha destaque. Aqui, reunimos algumas campanhas de empresas que hoje falaram, de fato, para essa mulher empoderada. Fizeram direitinho e ganharam nossa admiração!

L’óreal Paris

A L’oreal teve, disparada, a melhor campanha de Dia da Mulher deste ano. Convidou Valentina, uma modelo trans (e ela é cearense!!) que comemora, em 2016, seu primeiro Dia da Mulher com um RG que representa a sua verdadeira identidade de gênero. A campanha foi criada pela WMcCann.

Netflix

O Netflix dificilmente decepciona em suas campanhas e no Dia da Mulher não foi diferente. O canal reuniu suas personagens emblemáticas e lançou a  mensagem: “Esqueça os clichês. Nem na ficção eles fazem mais sentido”.

Turma da Mônica

12794441_779245522206914_560797022195246862_n

Um desenho animado infantil que consegue ser mais corajoso e forte do que muita marca adulta. A Turma da Mônica criou a campanha #donasdarua e disse: “Seja sua própria heroína. Lute como uma menina pelo seu espaço. Pois as meninas fortes de hoje serão as mulheres incríveis de amanhã. Meninas para a frente! Afinal, somos todas #DonasdaRua“. A ideia é reunir histórias de meninas por meio de um site colaborativo no qual elas enviarão, por meio de textos ou vídeos, suas histórias, contando o que as fazem sentir-se como Donas da Rua. E tome coelhada!

Natura

A campanha não foi necessariamente para o Dia da Mulher. Mas é incrível e fala, entre outras coisas, sobre “a beleza que inspira outras belezas justamente por que não obedece padrões, porque não segue esteriótipos”. Mas a Natura fez mais nesse dia 8 de Março, ela assinou hoje, no Dia Internacional das Mulheres, sua adesão aos Princípios  de Empoderamento das Mulheres (WEPs, na sigla em inglês), promovidos pela Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e pelo Pacto Global das Nações Unidas. Ao tornar-se signatária dos sete princípios empresariais que buscam delegar poder às mulheres no ambiente de trabalho, no mercado e na comunidade, a Natura reforça o seu compromisso com a equidade de gêneros. A multinacional brasileira já possui uma estratégia corporativa para o tema, com a meta pública de ter 50% dos cargos de liderança (diretoria e acima) ocupados por mulheres até 2020. O índice atual está em 32% no Brasil e em 27% considerando todas as operações da marca Natura.

Pegando o gancho da Natura, fica a dica dos princípios de empoderamento das mulheres:

1: Estabelecer uma liderança corporativa de alto nível para a igualdade entre gêneros

2: Tratar todos os homens e mulheres de forma justa no trabalho – respeitar e apoiar os direitos humanos e a não discriminação

3: Assegurar a saúde, a segurança e o bem estar de todos os trabalhadores e trabalhadoras

4: Promover a educação, a formação e o desenvolvimento profissional para as mulheres

5: Implementar o desenvolvimento empresarial e as práticas da cadeia de abastecimento e de marketing que empoderem as mulheres

6: Promover a igualdade através de iniciativas comunitáras e de defesa

7: Medir e publicar relatórios dos progressos para alcançar a igualdade entre gêneros