Desenroladas


Dia da Terra: Dicas para ser um consumidor mais consciente

desenroladas-dia-da-terra-consumo-consciente-moda-sustentável

Hoje é celebrado o Dia da Terra, data que reforça a importância da preservação ambiental e conservação da biodiversidade, entre tantas outras questões igualmente relevantes. Desde a década de 90 o tema vem ganhando destaque na mídia e a moda tornou-se um aliado para divulgar essa causa (ainda que com menor impacto).

Desde pequenas atitudes cotidianas até repensar a forma como suas roupas são compradas, listamos algumas dicas para você se tornar um consumidor mais consciente.

desenroladas-dia-da-terra-consumo-consciente-moda-sustentável-2

De grão em grão

Troque as lâmpadas da casa por opções fluorescentes compactas ou de LED; somente ligue equipamentos que deixam sempre alguma luz acesa (como o forno de microondas) desligado; tome banhos mais rápidos e feche a torneira do chuveiro quando estiver passando shampoo/condicionador/sabonete. Mudanças como essas são pequenas na sua rotina, mas fazem toda a diferença no final do mês – na sua conta e também no meio ambiente!

Cada qual no seu quadrado

Separe o lixo orgânico do reciclável. O ideal é usar uma lixeira pequena para o orgânico (que você precisa trocar com maior frequência) e uma lixeira grande para materiais que podem ser reutilizados, como papéis, plásticos e vidros. Esses podem ser doados para projetos de Fortaleza/CE como a Associação Reciclando Vidas ou trocados por bônus na sua conta de energia elétrica, num posto da Coelce. Quanto a outras coisas que possa querer doar (roupas, livros, eletrodomésticos, etc), uma possibilidade é o projeto Emaús.

Falando nisso, existem várias opções de sacolas biodegradáveis nos supermercados. Cerca de 0,5% delas (quase 90 milhões de sacolinhas ao ano) acaba em rios, lagos e oceanos. Além de formar uma fina camada de plástico na água, elas são ingeridas por animais marinhos, que acabam morrendo.

Esteja conectado

Sites e apps auxiliam na busca por um estilo de vida mais eco friendly, como o Waterprint (que calcula os gastos com água em quatro categorias de bens: alimentos, bebidas, produtos e itens domésticos) e o Social Bike (voltado para quem anda de bicicleta, esse app que registra rotas, informa velocidade e distância percorrida, fornece dicas de trânsito e segurança e permite compartilhar fotos e vídeos do passeio).

Alguns sites que sempre valem o click diário: Planeta Sustentável, Coletivo Verde, National Geographic Brasil, Urbanidades, Revista SustentabilidadeVida Simples.

Compre menos, pesquise mais

Sim, nós amamos as novidades da moda! Mas como sempre falamos por aqui, todo cuidado é pouco ao aderir às tendências. Primeiro, porque cada indivíduo deve respeitar seu estilo. Não precisa adotar uma peça só porque está na moda. Antes, pense bem sobre o que vai “agregar” ao seu guarda-roupa, se valoriza seu corpo e se combina com a sua personalidade. Segundo, porque quase ninguém tem crédito ilimitado e ficar endividado para aderir ao último modismo, é muuuito fora de moda.

Entre mil outras razões que poderíamos listar aqui, quanto maior a demanda, maior a produção, certo? Sendo assim, aumenta também a exploração de diversos recursos naturais não-renováveis, como a água. Para saber mais sobre como fazer escolhas melhores e mais “verdes” na moda, você pode ler os seguintes livros:

– Eco chic: o guia de moda ética para a consumidora consciente (Matilda Lee, 2009, Larousse do Brasil)

– Meio Ambiente & Consumo (Gino Giacomini Filho, 2008, Editora Senac)

– Mundo Sustentável: abrindo espaço na mídia para um planeta em transformação (André Trigueiro, 2005, Editora Globo)

– The Eco Chick Guide to Life: How to Be Fabulously Green (Starre Vartan, 2008, St. Martin’s Griffin)

– Eco-chic: the fashion paradox (Sandy Black, Black Dog Publishing)

desenroladas-dia-da-terra-consumo-consciente-moda-sustentável-livros

Outras ótimas fontes são o site do instituto Ecotece e o blog Ser Sustentável com Estilo, de Chiara Gadaleta. Já no ramo dos cosméticos, vale ficar sempre de olhos nas listas de produtos de beleza que fazem ou não testes em animais. Confira as listas completas e atualizadas no site do Projeto Esperança Ambiental (PEA).

Velho não, vintage!

Uma das tendências mais ecologicamente corretas que atingiram a moda nas últimas décadas foi o advento do brechó. Nada mais consciente que aproveitar o charme de roupas antiguinhas com preços camaradas e ainda ter um visual descolado!

Falando nisso…

Veja na galeria algumas personalidades inspiradoras conhecidas por abraçarem causa ambientais.